22/05/2017

ITAL promove seminário sobre segurança de alimentos

O II Seminário Projeto Sanitário para Indústrias de Alimentos foi promovido em Campinas, no dia 18 de maio, pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Com programação no Auditório Décio Dias Alvim, na sede do Instituto, o objetivo foi apresentar inovações para o projeto de instalações e equipamentos sanitários para a indústria para garantir mais segurança aos alimentos.

“É uma oportunidade de difundir conhecimento sobre projetos sanitários e como eles devem ser concebidos. É um tema que engloba desde as instalações até o projeto inicial do equipamento e sua adequação aos diferentes processos de produção de alimentos, possibilitando assim um alimento seguro, sem contaminação”, detalhou Danielle Ito, Pesquisadora do Centro de Tecnologia de Embalagem (CETEA) do ITAL.

O tema segurança é fundamental para o consumidor. “Para se ter um alimento seguro é essencial o conceito de projetos sanitários e toda a indústria de alimentos precisa adotar, pois quanto melhor o projeto, menor será o risco de contaminação”, apontou Marisa Padula, Pesquisadora do CETEA. Em relação à situação das empresas no Brasil, a pesquisadora avalia o segmento de maneira positiva. “Sempre há o que melhorar, isso não temos dúvida. Mas vemos empresas comprometidas e preocupadas em aprimorar os processos e fazer as escolhas certas para produzirem um alimento 100% seguro”, complementou.  

Durante o evento, os participantes acompanharam 13 apresentações sobre os temas: segurança dos materiais em contato com alimentos, controle de patógenos nos ambientes, higienização e descontaminação das instalações e drenagem e as exigências da indústria de alimentos. O Seminário contou com a presença de John Holah, da Inglaterra, especialista renomado na área de higienização e segurança de alimentos.

“Este é um mercado muito exigente e as certificações de segurança de alimentos são cada vez mais necessárias, então o projeto sanitário se torna um requisito básico. Ficamos felizes que o ITAL possa realizar esse tipo de ação”, destacou Arnaldo Jardim, Secretário de Agricultura do Estado de São Paulo.

O evento foi realizado juntamente com a European Hygienic Engineering & Design Group (EHEDG), ONG europeia que agrega fabricantes de equipamentos, indústrias de alimentos, institutos de pesquisa e autoridades de saúde pública, cujo compromisso é promover o conceito de sanitariedade no processamento e envase de alimentos.

Essa foi a segunda edição do seminário. A primeira foi realizada em 2015, quando o ITAL se tornou o representante oficial do EHEDG no Brasil. “O Grupo representa diversas indústrias do segmento no mundo e já lançou 48 manuais com normas e indicações para projetos sanitários e indicações envolvendo higienização dos ambientes, equipamentos, processos e colaboradores. O EHEDG também promove cursos, treinamentos e seminários para disseminar conhecimento e informação para empresas nacionais e internacionais”, finalizou Marisa.