14/03/2016

Curso de fabricaĆ§Ć£o de chocolate gourmet Ć© promovido pelo ITAL

Atenta ao crescimento dos chocolates denominados premium, cujo segmento vem crescendo 20% ao ano no Brasil, a  Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital) promoverá nos dias 13 a 15 de abril  o “Curso de Fabricação de Chocolate Gourmet: Aspectos Tecnológicos e Melhoramentos”. O curso, que tem abordagem teórica e prática, apresentará ainda um módulo de harmonização do chocolate com vinho e café. 

Segundo o diretor do Centro de Tecnologia de Cereais e Chocolates (Cereal Chocotec), Valdecir Luccas, a onda dos ovos de chocolate diferenciados, com novos ingredientes agregados, novos sabores e novas apresentações, são atrações para esta Páscoa, que explora a criatividade e atende à demanda de consumidores que buscam produtos diferentes dos ovos tradicionais.   

Com uma abordagem tecnológica e linguagem gastronômica, a produção e as tendências do chocolate gourmet serão apresentadas durante o Curso do ITAL, que será coordenado pelo pesquisador do Cereal Chocotec Pedro Pio, em parceria com a chef chocolatier Mirian Rocha Pinkowski, profissional com formação em pâtisserie e especialização em chocolaterie pela Le Ecole Ritz Escoffer (Paris).

O curso é dirigido a profissionais ligados à fabricação de chocolate, chocolateiros, profissionais de P&D de indústrias alimentícias, professores de cursos ligados à ciência e tecnologia de alimentos, chefs de cozinha e entusiastas.

“Através de ações como esta, o ITAL busca transferir seu conhecimento em pesquisa, ciência e tecnologia para a sociedade.O mercado de chocolate premium representa de 6% a 8% do volume de chocolate consumido no Brasil. Para a indústria e varejo, isso significa mais oportunidades de negócio; para o consumidor, representa a diversificação da oferta de produtos de qualidade superior”, enfatizou o diretor do Cereal Chocotec. 

O Secretario de Agricultura do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, destacou que o Brasil é o terceiro maior produtor de chocolates do mundo. Fechou 2012 com 732 mil toneladas – produção 3,1% maior que a de 2011. Em consumo, o País está em quarto lugar, com 2,2 kg de chocolates consumidos por pessoa ao ano. “A importância de oferecer um treinamento para a produção deste produto representa um contribuição para o crescimento de empresas, produtores e consumidores que buscam um produto de alta qualidade. O reflexo é um país mais competitivo e com produtos que possuem um valor agregado maior”, explicou o Secretario.