02/03/2018

Gazeta do Povo/PR: Agradeça aos alimentos processados por não passar fome

Basta buscar por “alimentos processados” no Google para ter uma ideia da falta de consenso sobre o termo. “Na verdade, significa alterar o estado natural dos alimentos de forma que facilite o consumo, estendendo a vida de prateleira, ou seja, a data de validade”, define o doutor Airton Vialta, pesquisador científico do Instituto de Tecnologia de Alimentos de São Paulo - ITAL.

O alimento pode ser processado em casa, em estabelecimentos ou em indústrias. A diferença é que,em uma padaria, por exemplo, é feito um processamento de pequena escala. Já a indústria faz o mesmo processo em grande escala. E o professor esclarece: não é porque saiu da indústria que o alimento é mais ou menos saudável. Na entrevista abaixo, concedida à Gazeta do Povo, o especialista desmistificou o tema:

Leia mais: http://www.gazetadopovo.com.br/agronegocio/mercado/agradeca-aos-alimentos-processados-por-nao-passar-fome-ehk4a6or81amaw5eh1rlogr5f